sexta-feira, 4 de setembro de 2015

O líder e sua equipe

Equipes ou grupos de trabalho são criados porque existe uma tarefa a ser realizada, que é muito grande para ser feita por uma única pessoa. Um grupo pode ser chamado de equipe se tiver um objetivo comum.
Os resultados dos trabalhos em equipe são notáveis. Pessoas que trabalham em equipe são mais produtivas, produzem trabalho de qualidade superior, sentem maior satisfação com o trabalho e deixam os clientes mais satisfeitos.
Equipes são formadas por pessoas comprometidas e com um objetivo comum. Uma equipe nunca é igual à outra. A diferença está nas pessoas que a compõem, em seus objetivos e no seu tempo de duração.
Agora, para uma equipe funcionar bem é preciso que seja capaz de andar por suas próprias pernas. Ela precisa de todos, mas tem que ser independente, tem que ser capaz de atingir seus objetivos se algum de seus membros não estiver presente.
Para formar uma boa equipe é necessário que seus membros tenham competência técnica e executem corretamente a tarefa que lhes é conferida. Além disso, precisam de um líder facilitador para a obtenção dos resultados.
Hoje, além de dinâmico e audaz, espera-se que o líder seja empreendedor e criativo, para trabalhar como membro da equipe ao lado dos demais colaboradores: alguém que saiba dividir as vitórias. O líder deve exercer o papel de educador, sempre preocupado em aproveitar o potencial e o talento de cada membro da equipe, aproveitando ao máximo as competências individuais.
O segredo de uma boa equipe começa na habilidade e no carisma do líder. Quem não quer trabalhar para um bom líder? Você fica muito mais motivado a realizar suas tarefas se respeita e admira o líder da equipe.
Dentro da equipe, o líder tem algumas atribuições específicas:
  • Divulgar as metas e mantê-las à vista da equipe. 
  • Oferecer orientação, sem retirar a responsabilidade pela ação. 
  • Alertar a equipe quando ela sai do rumo. 
  • Ajudar a equipe a lidar com questões alternativas. 
  • Desenvolver a capacidade de melhorar a qualidade na produção. 
  • Verificar junto aos membros da equipe quais as necessidades de treinamento e desenvolver um planejamento para a concretização destes treinamentos. 
  • Aconselhar os membros da equipe quando ocorrem conflitos interpessoais. 
  • Assegurar-se de que a equipe tem os recursos de que precisa para realizar o trabalho. 
  • Interagir com a equipe técnica para assegurar um apoio adequado. 
  • Orientar a equipe para trabalhar em sua ausência. 
  • Desenvolver a capacidade de liderança dos membros da equipe. 
  • Ajudar a equipe a se tornar tão auto-suficiente quanto possível. 
  • Dar feedback para os membros da equipe.
Busque oferecer apoio para a equipe. Verifique se ela precisa de você durante a execução da tarefa. Procure:
  • Deixar que a equipe tome a decisão. 
  • Aprender a dizer não. 
  • Ser paciente. 
  • Não desistir ao primeiro sinal de resistência. 
  • Manter seu foco em treinar e desenvolver a equipe. 
  • Envolver-se em projetos que beneficiam toda a empresa. 
  • Aceitar quando os membros de sua equipe aparecerem com um plano melhor do que o seu.
Reflita sobre tudo isso e trabalhe com equipes produtivas.
Extraído do livro “A arte de liderar – Vivenciando mudanças num mundo globalizado”.
Sonia Jordão é especialista em liderança, palestrante e escritora, com centenas de artigos publicados.  Autora dos livros: “A Arte de Liderar” – Vivenciando mudanças num mundo globalizado, “E agora, Venceslau? – Como deixar de ser um líder explosivo”, “E agora, Lívia? – Desafios da liderança” e de “E agora, Alex? Liderança, talentos, resultados”. Co-autora dos livros “Ser + com T&D” e “Ser + com palestrantes campeões”.